[email protected]

cropped-logo-1
Pesquisar

VÍDEO: Mulher leva tio morto para sacar dinheiro em banco, considerado ‘ABSURDO’

Foto: divulgação

No Brasil, em uma cena que chocou muitos, uma mulher identificada como Érika de Souza Vieira Nunes foi flagrada em um episódio perplexo em uma agência bancária localizada em Bangu, Rio de Janeiro. A situação se tornou suspeita quando Érika tentou obter um empréstimo de R$ 17 mil usando o nome de Paulo Roberto Braga, um idoso de 68 anos que, para o espanto de todos, já havia falecido há algumas horas. A suspeita levantada pelos funcionários do banco culminou na intervenção do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), que confirmou o falecimento do senhor.

Em sua defesa, Érika declarou ser a cuidadora do homem, que também era seu tio. Contudo, gravações da câmera de segurança do banco capturaram imagens impressionantes dela segurando a cabeça do idoso em uma tentativa de fazer com que ele “assinasse” os documentos necessários para o empréstimo. Num dado momento, Érika chega a expressar sua frustração com a situação, implorando para que ele assinasse os papéis de modo a evitar mais “dor de cabeça” para ela.

Segue um vídeo revelador que captura o controverso momento:

Atualmente, as autoridades estão investigando o incidente como um possível caso de furto mediante fraude ou estelionato. A Polícia Civil está dedicada a examinar as gravações das câmeras de segurança para determinar se há outros indivíduos envolvidos nesta ação fraudulenta, enquanto o Instituto Médico Legal (IML) está encarregado de esclarecer as circunstâncias da morte do idoso.

Em outra notícia relacionada à violência gerada por questões financeiras, a Polícia Civil desvendou um crime brutal na cidade de Progresso, no Vale do Taquari, Rio Grande do Sul. A vítima, identificada como Eloete de Oliveira, de 54 anos, foi assassinada por ordem de uma pessoa que lhe devia dinheiro e se recusou a quitar a dívida. A investigação conduzida pela delegada Marcia Bernini Colembergue revelou que o assassinato ocorreu após a vítima ter emprestado uma quantia em dinheiro que foi parcialmente paga, resultando em desentendimentos entre ambas as partes. A polícia enfatizou que Eloete não estava envolvida com atividades ilícitas.

O caso resultou no indiciamento de nove pessoas envolvidas no homicídio, das quais sete estão atualmente sob custódia, incluindo três que foram detidas temporariamente e quatro que estão em prisão preventiva. O inquérito policial já foi submetido ao poder Judiciário.

Para acompanhar mais notícias intrigantes como essa e se manter informado, acesse o Portal Tucumã pelo seu WhatsApp através deste link: [CLIQUE AQUI](https://cutt.ly/96sGWrb).

Fonte: https://folhadesorocaba.com.br/de-volta-sorocaba-reinaugura-unidade-do-sabe-tudo-conect-apos-anos-de-inatividade/

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *