[email protected]

cropped-logo-1
Pesquisar

Vídeo mostra avião sendo destruído após entrada não autorizada na Venezuela

Foto: divulgação

Planeta – As Forças Armadas Nacionais Bolivarianas da Venezuela participaram em uma ação contra uma aeronave invasora que entrou no seu espaço aéreo na última sexta-feira (26). A aeronave proveniente do México, especificamente de Cozumel, pousou sem permissão na Venezuelan. Imagens que circulam nas redes sociais feitas pelos militares mostram o jatinho em completo estado de destruição. Observou-se que o trem de pouso estava ativado, o que sugere que o avião já estava no solo quando foi abordado.

De acordo com o general Domingo Antonio Hernández Lárez, que lidera o Comando Operacional Estratégico da FANB, a aeronave é um “Gulfstream bimotor de cor branca, com o número de matrícula V3-GRS”. O avião entrou no radar, mesmo com o transponder desligado.

O militar suspeita que o avião seja de posse de grupos ilegais envolvidos no tráfico de drogas e armas. Ele afirmou nas redes sociais que “A Venezuela não se tornará um trampolim para o tráfico de drogas. A FANB está equipada com toda a tecnologia necessária para tornar nosso país impenetrável e responder instantaneamente a qualquer violação de entrada não autorizada”.

Não foram divulgados maiores detalhes sobre como ocorreu a interceptação da aeronave, assim como também não se sabe sobre possíveis detenções. Imagens compartilhadas nas redes sociais indicam uma possível interceptação do jato em pleno voo por aviões militares venezuelanos.

Venezuela no será usada como plataforma del narcotráfico! Aquí está el Sistema Defensivo Territorial alerta, e reaccionará de manera inmediata ante cualquier intento de invasión a la patria de Bolívar!#FANB #IntegrarEsVencer pic.twitter.com/pd7rXVBgBP
— GJ. Domingo Hernández Lárez (@dhernandezlarez) January 26, 2024

A região montanhosa de Zulia, coberta de florestas onde ocorreu o incidente, faz divisa com Catatumbo na Colômbia, área produtora significativa de cocaína. Esta região tem sido usada para a construção de pistas de pouso ilegais usadas para o tráfico de drogas. Cartéis mexicanos, como o de Sinaloa, têm presença na região há anos, confirmam fontes do InSight Crime.
Autoridades venezuelanas têm intensificado suas ações para coibir essas atividades ilegais. Em 2023, pelo menos 38 aeronaves supostamente usadas para o tráfico de drogas foram destruídas.
* Informações retiradas de O Globo.

Fonte: https://cm7brasil.com/noticias/mundo/venezuela-destroi-aviao-que-entrou-no-pais-sem-autorizacao-veja-video/

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *