[email protected]

cropped-logo-1
Pesquisar

Transferência dos suspeitos de assassinar Marielle para Brasília

Foto: divulgação

Em um movimento significativo nas investigações do caso Marielle Franco, fontes ligadas à Polícia Federal (PF) anunciaram que os três indivíduos suspeitos de orquestrar o brutal assassinato da vereadora e obstruir o processo investigativo estão prestes a ser realocados para a capital do país, Brasília, nas horas que se seguem. Essa ação é parte integrante da Operação Murder Inc, que foi iniciada na manhã de domingo (24), culminando na prisão de figures chave como Domingos Brazão, membro do Tribunal de Contas do Estado do Rio de Janeiro (TCE-RJ), o deputado federal Chiquinho Brazão, do União Brasil-RJ, e o ex-diretor da Polícia Civil do Rio de Janeiro, Rivaldo Barbosa.

Essas prisões emergem em um momento crucial, pouco depois do Supremo Tribunal Federal (STF) validar a delação premiada do ex-policial militar Ronnie Lessa, acusado de executar o homicídio. Dado que um dos suspeitos, o deputado Chiquinho Brazão, possui foro por prerrogativa de função, o processo foi encaminhado à alçada do STF, sob a supervisão do ministro Alexandre de Moraes. A operação encontra-se sob os holofotes, com uma coletiva de imprensa marcada para as 14h pelo ministro da Justiça e Segurança Pública, Ricardo Lewandowski, onde mais detalhes serão revelados.

Em relação às reações dos implicados, Domingos Brazão, em uma entrevista concedida ao UOL no início do ano, afirmou não ter conhecimento ou memória de Marielle Franco. De maneira semelhante, Chiquinho Brazão, em uma declaração emitida no dia 20 de março após a divulgação das acusações contra ele, expressou sua surpresa diante das alegações e descreveu seu relacionamento com Marielle como “amistoso e cordial”.

Neste momento, os esforços da reportagem estão voltados para estabelecer contato com as defesas dos detidos, com o objetivo de obter as mais recentes atualizações sobre suas posições perante as acusações.

Este desenvolvimento traz novas esperanças para o esclarecimento do caso que chocou o país, reiterando o compromisso das autoridades em buscar justiça para Marielle Franco e seu motorista, Anderson Gomes, cujas vidas foram brutalmente ceifadas.

Fonte: Agência Brasil

Fonte: https://folhadesorocaba.com.br/de-volta-sorocaba-reinaugura-unidade-do-sabe-tudo-conect-apos-anos-de-inatividade/

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *