[email protected]

cropped-logo-1
Pesquisar

Supremo determina prazo de 15 dias para PGR se pronunciar sobre indiciamento de Bolsonaro

Foto: divulgação

A Agência Brasil noticiou que o Ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Alexandre de Moraes, estipulou um prazo de duas semanas para que a Procuradoria-Geral da República (PGR) forneça sua opinião a respeito do dossiê em que a Polícia Federal (PF) aponta o ex-presidente Jair Bolsonaro e outros 16 indivíduos por supostamente burlarem as regras de certificação de vacinação contra a covid-19.

Este momento marca a primeira vez que Paulo Gonet, procurador-geral da República, analisará um caso que envolve Bolsonaro desde sua nomeação pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva, ocorrida no último mês de dezembro. Gonet será responsável por decidir se formaliza uma acusação contra o ex-mandatário e os demais implicados perante o Supremo.

Moraes decidiu tornar público o relatório da PF nesta quarta-feira (19). As investigações apontam que pelo menos nove pessoas teriam se aproveitado de um esquema fraudulento criado por Mauro Cid, ex-auxiliar de Bolsonaro, incluindo sua esposa, três filhas, o próprio Bolsonaro, sua filha, e o deputado Gutemberg Reis de Oliveira (MDB-RJ).

O esquema, orquestrado por Cid, consistia na inserção de dados falsos no sistema do Ministério da Saúde, com o intuito de facilitar o trânsito de Bolsonaro entre os Estados Unidos e Brasil, desrespeitando as normas sanitárias voltadas à covid-19 que ambos os países impunham para atravessar suas fronteiras.

A respeito do indiciamento, Fabio Wajngarten, advogado de Bolsonaro, expressou sua insatisfação na rede social X, anteriormente conhecida como Twitter. Ele criticou o vazamento de informações, mencionando o uso inapropriado da imprensa para comunicação de processos que deveriam, na sua visão, ter maior embasamento técnico e procedimental, em vez de serem tratados de maneira espetaculosa e tendenciosa.

Para informações adicionais sobre vigilância envolvendo Alexandre de Moraes pós-eleições e outras notícias, acesse o Portal Tucumã. Mantenha-se bem informado através do WhatsApp, clicando neste link: https://cutt.ly/96sGWrb.

Fonte: https://ampost.com.br/eleicoes-2024/desconhecida-pesquisas-mostram-que-maria-do-carmo-seffair-caiu-de-13-para-0-na-disputa-pela-prefeitura-de-manaus/

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *