[email protected]

cropped-logo-1
Pesquisar

Sequestrador de ônibus é encaminhado para presídio no Rio de Janeiro.

Foto: divulgação

Na última quarta-feira (13), Paulo Sérgio de Lima, responsável pelo sequestro de um ônibus da Viação Sampaio, foi removido da 4ª Delegacia Policial (DP), situada no centro do Rio de Janeiro. Sua transferência foi realizada para a Cadeia Pública José Frederico Marques, localizada em Benfica, zona norte do Rio, local onde aguardará a sua audiência de custódia.

No dia anterior, às 14h30, Lima orquestrou o sequestro do ônibus que tinha como destino Juiz de Fora (MG), a partir da Rodoviária do Rio, mantendo 16 indivíduos como reféns por um período de três horas. Durante o incidente, efetuou disparos contra Bruno Lima da Costa, um empregado da Petrobras, de 34 anos, o qual foi alvejado no tórax e abdômen.

Bruno precisou ser transferido do Hospital Municipal Souza Aguiar para o Instituto Nacional de Cardiologia (INC), reconhecido por suas cirurgias cardíacas de alta complexidade, após ser operado no mesmo dia do ocorrido. Atualmente, seu estado de saúde ainda é considerado crítico.

Conduzida pelo delegado Mário Andrade, da 4ª DP, a investigação busca determinar se Lima faz parte do Comando Vermelho, conforme ele próprio alegou à polícia, indicando estar em fuga após ter sido descoberto pelo tráfico.

Em relação aos direitos dos passageiros afetados pelo sequestro, Cássio Coelho, presidente do Procon Estadual do Rio de Janeiro (Procon RJ), destacou que aqueles que foram impedidos de embarcar devem entrar em contato com as empresas envolvidas para resolver a situação.

Caso não haja solução por parte da empresa, os passageiros têm o direito de solicitar o reembolso do valor pago ou a remarcação de sua viagem. O Procon RJ enfatiza que tais medidas devem ocorrer dentro do prazo de validade do bilhete, que é de um ano a contar de sua emissão inicial, sendo vedada a cobrança de quaisquer taxas ou multas adicionais.

Para casos não resolvidos, os consumidores são incentivados a procurar o Procon-RJ e registrar uma reclamação através do site www.procon.rj.gov.br.

Em casos recentes similarmente alarmantes, um sequestrador de ônibus no Rio se entregou após quase três horas mantendo reféns. Há relatos de um sequestrador colocando uma arma na boca de um empresário e enviando o vídeo para a família dele. Além disso, um médico foi resgatado de um cativeiro e sequestradores foram detidos em Manaus, mostrando a continuidade de tais ocorrências preocupantes.

Fonte: https://folhadesorocaba.com.br/de-volta-sorocaba-reinaugura-unidade-do-sabe-tudo-conect-apos-anos-de-inatividade/

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *