[email protected]

cropped-logo-1
Pesquisar

Prefeitura de Manaus divulga terceira edição do Boletim Epidemiológico de Arboviroses

Foto: divulgação

A mais recente edição do Boletim Epidemiológico de Arboviroses da Secretaria Municipal de Saúde de Manaus (Semsa) foi divulgada na segunda-feira, 22 de janeiro, revelando os casos registrados de dengue, chikungunya, zika, oropouche e mayaro na capital.

Segundo o boletim de nº 3, com informações coletadas na Semana Epidemiológica de 14 a 20 de janeiro, foram registrados em Manaus 574 casos suspeitos de dengue, com 82 confirmados e 1.440 ainda sob investigação. Quatro casos de zika foram notificados, com 11 aguardando confirmação. Chikungunya registrou quatro casos notificados e 17 investigações pendentes. Nenhum caso zika ou chikungunya foi confirmado na semana de 14 a 20 de janeiro.

A publicação também registra 46 novos casos de oropouche, porém não houve notificações de mayaro. Como essas doenças não são notificações obrigatórias, esses números não foram incluídos.

Em 2024, foram confirmados 524 casos de dengue, apenas um de zika e 372 de oropouche, de acordo com o relatório. Este ano ainda não teve casos confirmados de chikungunya ou mayaro.

O boletim é elaborado por várias gerências dentro da Semsa Manaus, utilizando dados do Sistema de Informação de Agravos de Notificação (Sinan), via Sinan-Online e Sinan Net, além do Gerenciador de Ambiente Laboratorial (GAL), e esses dados estão sujeitos a atualizações.

A Semsa Manaus aconselha a população a fazer inspeções, pelo menos semanalmente, em suas casas e quintais para identificar e eliminar focos de água parada, que podem se tornar criadouros para o mosquito Aedes aegypti e outros transmissores de arboviroses.

As ações de prevenção sugeridas são simples e incluem descartar ou armazenar adequadamente objetos que possam acumular água parada, limpar calhas e ralos, encher os pratos das plantas com areia, manter as caixas d’água tampadas e dar descarga em vasos sanitários pouco utilizados, dentre outros.

O subsecretário municipal de Gestão da Saúde, Djalma Coelho, destaca que eliminar os criadouros de mosquitos é uma medida crucial na prevenção contra arboviroses. Ele enfatiza que a Semsa tem intensificado as ações de prevenção e controle de arboviroses durante as chuvas, que favorecem a formação de focos de água parada e proliferação de mosquitos.

A Semsa também tem reforçado as atividades nas áreas mais suscetíveis às doenças, de acordo com dados do Levantamento do Índice Rápido do Aedes aegypti (LIRAa), realizado em Manaus entre 6 e 22 de novembro, e das notificações de casos de dengue, chikungunya e zika. O estudo mostra que há nove bairros em Manaus com alta vulnerabilidade, 35 com média e 19 com baixa vulnerabilidade para infestações.

Texto: Jony Clay Borges / Semsa

Fotos: Divulgação / Semsa

Fonte: https://www.manaus.am.gov.br/noticias/saude/prefeitura-de-manaus-divulga-edicao-no-3-do-boletim-epidemiologico-de-arboviroses/

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *