[email protected]

cropped-logo-1
Pesquisar

Mães aguardam por 6 horas a saída dos filhos do Enem em Manaus; solidariedade é o lema

Mães aguardam filho na saída de local de prova do Enem em Manaus — Foto: Bianca Fatim, g1 AM

Mães encaram calor intenso para apoiar seus filhos no segundo dia do Enem 2023

Mesmo sob um sol escaldante, que elevou a sensação térmica a 40°C, um grupo de mães bravas não se deixou abalar e permaneceu horas a fio aguardando a saída dos filhos no segundo dia de provas do Exame Nacional do Ensino Médio 2023. O local de encontro foi a Escola Estadual Marcantonio Vilaça II (CMPM II), situada na Zona Norte de Manaus.

Autodenominadas as “mães do Enem”, Maria Antônia, Eliana Lyra e Miriam Borges se conheceram na entrada da escola e tinham um objetivo em comum: demonstrar apoio incondicional enquanto seus filhos realizavam a prova do Enem, além de garantir que eles retornassem para casa em segurança.

Maria Antônia, dona de casa e mãe da estudante Giovana, de 17 anos, ressaltou que sua principal motivação para esperar pela filha é mostrar seu apoio ao sonho da jovem em se tornar arquiteta. Para ela, o calor intenso ficou em segundo plano diante desse grande objetivo de vida de Giovana.

“Ser mãe é oferecer apoio, é se alegrar com as conquistas dos nossos filhos, e o sonho da Giovana é ser arquiteta. Acompanhá-la nessa jornada é a maneira como eu demonstro meu amor e apoio. O calor é algo que enfrentamos porque estamos acostumadas e é por uma causa muito importante”, afirmou Maria Antônia.

Eliana Lyra, mãe de um estudante de 18 anos, compartilha da mesma opinião. Para ela, esperar pelo filho com paciência até o término da prova é o mínimo que uma mãe pode fazer.

“Eu nem sequer almocei, estou aqui desde às 11 horas. É um compromisso que toda mãe precisa assumir. Portanto, farei o que estiver ao meu alcance para acompanhá-lo e incentivar. Além disso, é também uma segurança para ele e para mim. Por isso, nos chamamos de ‘mães do Enem'”, disse Eliana.

Durante a espera, as mães tiveram a oportunidade de trocar experiências e, diante disso, decidiram criar um grupo de mães de participantes do Enem. A ideia do grupo é proporcionar um ambiente de compartilhamento de vivências e construção de uma rede de apoio mútuo.

“Temos sempre que estar ao lado dos nossos filhos. Eu acordei às 5h30 para preparar o almoço do meu filho. Portanto, encontrar outras mães na mesma situação que eu faz toda a diferença”, finalizou Miriam Borges.

A determinação e o amor dessas mães pela educação de seus filhos certamente são admiráveis e servem de inspiração para todos nós. Seguimos na torcida pelos jovens estudantes, na espera de que colham os frutos de seu esforço nos resultados do Enem.

Fonte: https://g1.globo.com/am/amazonas/noticia/2023/11/12/maes-do-enem-encaram-6-horas-de-espera-para-saida-dos-filhos-em-manaus-temos-que-apoiar.ghtml

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *