[email protected]

cropped-logo-1
Pesquisar

Ibama realiza perícias nas queimadas na região amazônica

Amazonas está em emergência ambiental por conta de queimadas. — Foto: William Duarte/Rede Amazônica

Incêndios florestais no Amazonas: Ibama realiza perícias e combate à fumaça

Nesta segunda-feira (6), o Ibama anunciou que está realizando perícias nos locais onde ocorreram incêndios florestais no estado do Amazonas. Segundo dados do Inpe, somente em outubro, o estado registrou quase 4 mil focos de calor, o pior índice dos últimos 25 anos.

A crise ambiental causada pelas queimadas no Amazonas trouxe consigo mais um problema preocupante: a fumaça. O fenômeno já atingiu a capital Manaus duas vezes e, na última semana, tornou-se ainda mais intenso. A qualidade do ar em várias cidades, incluindo Manaus, foi considerada péssima. Nesta segunda-feira, a capital do Amazonas completou seu oitavo dia consecutivo sob a espessa fumaça.

Além disso, o estado enfrenta uma seca severa dos rios, afetando todos os municípios que se encontram em situação de emergência. Mais de 600 mil pessoas estão sendo impactadas por essa condição.

O Ibama informou que está realizando as perícias nos locais dos incêndios a fim de determinar a causa dos mesmos. As informações coletadas serão enviadas aos órgãos competentes para que sejam instauradas eventuais investigações e apurações de responsabilidade.

O instituto também está atuando no combate ao fogo e na eliminação da fumaça que tem assolado Manaus e outras regiões, tanto no Amazonas quanto no Pará. Essa declaração foi feita em resposta ao Governo do Amazonas, que afirmou que o fenômeno é causado pelas queimadas ocorridas no estado vizinho.

No sábado (4), durante o auge da crise da fumaça, o secretário de meio ambiente do Amazonas, Eduardo Taveira, afirmou que o fenômeno deve continuar impactando o estado até dezembro. Segundo ele, a situação em Manaus está se agravando devido a uma combinação de problemas ambientais exacerbados pelo fenômeno El Niño.

“Estamos enfrentando uma falta de previsão de chuvas e a situação deve persistir até dezembro, atrasando a formação de nuvens. Temos um clima extremamente seco, especialmente em um período em que não era para estar assim. Nosso sistema não está adaptado para lidar com essa quantidade de fumaça.”

Além de todas as ações mencionadas, o Ibama começou a oferecer, nesta segunda-feira, um curso de brigada voltado para a população das cidades de Autazes, Careiro da Várzea, Careiro, Iranduba e Manaquiri. Cerca de 60 vagas foram disponibilizadas, sendo 15 para moradores de cada cidade. Essa iniciativa conta com o apoio da prefeitura de Careiro.

Fonte: https://g1.globo.com/am/amazonas/noticia/2023/11/06/ibama-diz-que-realiza-pericias-em-queimadas-no-amazonas.ghtml

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *