[email protected]

cropped-logo-1
Pesquisar

Cancelamento de 5 voos no Aeroporto de Manaus gera questionamentos da Assembleia Legislativa

Fachada do Aeroporto Internacional de Manaus — Foto: Arquivo g1

Aeroporto Internacional Eduardo Gomes, em Manaus, tem voos cancelados devido a condições climáticas adversas

Na madrugada desta sexta-feira (8), o Aeroporto Internacional Eduardo Gomes, situado na Zona Oeste de Manaus, enfrentou o cancelamento de cinco voos. Segundo a administração do local, as alterações ocorreram em decorrência de condições climáticas adversas. A Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam) já solicitou explicações sobre o ocorrido.

De acordo com a direção do aeroporto, as operações de pouso e decolagem ficaram comprometidas durante a madrugada desta sexta, entre 00h46 e 3h12. Para minimizar os impactos, o aeroporto recomenda que os passageiros entrem em contato com as companhias aéreas para obterem informações atualizadas sobre a situação dos voos.

Aleam exige respostas

O presidente da Aleam, Roberto Cidade (UB), manifestou sua preocupação e cobrou providências da Vinci Airports, empresa responsável pela administração do Aeroporto de Manaus. Ele ressalta que a cobrança ocorre em virtude da suspensão dos voos nesta sexta-feira e pela redução nos horários de pousos e decolagens durante as obras de revitalização da pista central do aeroporto.

Segundo o parlamentar, diversos passageiros com destinos a Brasília, Panamá, São Paulo, Urucu, Coari, Parintins, Santarém, Fortaleza, Campinas, Tefé, Carauari, Tabatinga, Itaituba e Belém foram prejudicados devido aos imprevistos. Ele critica a situação e afirma que, além do isolamento terrestre causado pela falta da BR-319 e dos prejuízos na navegação devido à estiagem, agora também há um isolamento aéreo. O deputado enviou uma cobrança à administradora do aeroporto de Manaus exigindo uma ação imediata para organizar a operação durante as festividades de final de ano.

Cidade também menciona as reclamações dos usuários em relação à climatização do saguão e da área de embarque. Ele informa que um requerimento será apresentado para obter explicações da Vinci AirPort. O parlamentar questiona a operação do aeroporto, argumentando que se há dificuldades climáticas durante a madrugada, os voos não deveriam ocorrer, e durante o dia, o aeroporto fecha das 4h ao meio-dia. Ele alega que isso representa um custo elevado para a população em troca de pouco benefício.

Fonte: https://g1.globo.com/am/amazonas/noticia/2023/12/08/aeroporto-de-manaus-cancela-5-voos-apos-condicoes-climaticas-adversas.ghtml

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *