[email protected]

cropped-logo-1
Pesquisar

Boulos apaga postagem mencionando o aumento da renda dos mais pobres durante o governo Bolsonaro

Foto: divulgação

O representante do Congresso, Guilherme Boulos, que também está concorrendo à Prefeitura de São Paulo do Brasil, provocou um alvoroço ao remover uma postagem nas redes sociais. A publicação se referia a um aumento na renda da camada mais pobre da população durante o mandato do ex-presidente, Jair Bolsonaro, que governou de 2017 a 2022. Esta publicação se baseou em uma nota técnica emitida pela Fundação Getulio Vargas (FGV).

Conforme a avaliação realizada pela FGV, os indivíduos mais afortunados do país, que representam 0,01% da população total, experimentaram um aumento na renda que foi três vezes maior que o da grande maioria, ou seja, 95% da população do Brasil. Esta publicação controversa foi removida das redes sociais por Boulos após uma onda de reações negativas.

A ação de Boulos desencadeou críticas, com usuários questionando sua integridade e suas intenções de concorrer à Prefeitura de São Paulo. Comentários como “Inacreditável que este homem aspire ser o prefeito da maior cidade do país” e “Indagação: Ele é um inimigo ou um fanático?” são reflexos do sentimento de desaprovação expresso por alguns cidadãos em relação à abordagem de Boulos sobre este assunto.

Além disso, Guilherme Boulos é um forte prospecto para a Prefeitura de São Paulo, com a ex-prefeita Marta Suplicy sendo sua vice de chapa. As eleições municipais programadas para 6 de outubro de 2024 devem ser bastante acirradas, especialmente a corrida para a Prefeitura de São Paulo. Atualmente, os principais competidores parecem ser Boulos e o prefeito atual, Ricardo Nunes.

Há também outros possíveis candidatos, como os congressistas Ricardo Salles, Tabata Amaral e Kim Kataguiri. Ricardo Nunes está contando com o suporte de Jair Bolsonaro, enquanto Boulos tem o apoio do ex-presidente Lula da Silva.

Fonte: https://cm7brasil.com/noticias/politica/boulos-apaga-postagem-apos-citar-aumento-de-renda-dos-mais-pobres-na-gestao-de-bolsonaro/

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *