[email protected]

cropped-logo-1
Pesquisar

Aluna é morta em ataque em escola de Sapopemba, SP

Foto: Reprodução/TV Globo

Ataque com arma de fogo deixa uma aluna morta e duas estudantes baleadas em escola de São Paulo

Na manhã desta segunda-feira (23), um ataque chocou a Escola Estadual Sapopemba, localizada no Jardim Sapopemba, zona leste de São Paulo. Um aluno de 16 anos, do 1º ano do ensino médio, entrou na escola e efetuou diversos disparos, deixando uma aluna morta e outras duas estudantes feridas. Segundo informações da Polícia Militar, o atirador era vítima de bullying por parte dos colegas.

O atirador foi detido pela PM e encaminhado para o 70º DP (Sapopemba). Imagens de uma câmera de segurança registraram o momento em que o atirador adentra uma sala de aula cheia de alunos e realiza os disparos. A cena causa pânico e os estudantes saem correndo em meio ao tumulto.

Infelizmente, a aluna Giovanna Bezerra, de 17 anos, foi atingida na cabeça e não resistiu aos ferimentos. As duas estudantes feridas foram socorridas e levadas para o pronto-socorro do Hospital Sapopemba. Uma delas já recebeu alta. Um terceiro aluno também se feriu ao tentar fugir e foi socorrido, porém, já foi liberado.

As autoridades de segurança pública, como o governador Tarcísio de Freitas e o secretário Guilherme Derrite, estiveram na escola para averiguar a situação. Eles informaram que as câmeras de segurança registraram todo o ocorrido. Segundo relatos, o atirador teria atingido as vítimas na cabeça enquanto elas desciam uma escada de costas.

Esse episódio mais uma vez chama a atenção para a violência nas escolas. Recentemente, no sul de Minas Gerais, um estudante foi morto e outros três ficaram feridos em um ataque com faca. O autor do crime alegou ter sido vítima de bullying. No Paraná, um ataque a tiros deixou um casal de adolescentes mortos. O responsável pelo ataque era um ex-aluno do colégio. E, em Santa Catarina, um homem invadiu uma creche e tirou a vida de quatro crianças.

Infelizmente, a violência não poupa nem mesmo os educadores. No ano passado, uma professora foi brutalmente assassinada por um aluno com uma faca. O agressor também feriu outros alunos e professores.

É necessário que sejam tomadas medidas urgentes para garantir a segurança nas escolas e coibir a prática de bullying. O Governo de São Paulo promete divulgar mais informações em breve sobre o triste episódio ocorrido na Escola Estadual Sapopemba.

Fonte: https://www1.folha.uol.com.br/cotidiano/2023/10/ataque-a-tiros-em-escola-de-sao-paulo-deixa-ao-menos-tres-feridos.shtml

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *